Troca de Ideias Voltar

Como é o tratamento para o câncer de próstata?


O câncer de próstata tem um desenvolvimento lento e, se descoberto precocemente, tem mais chances de recuperação. Existem diversos procedimentos para tratar ou controlar o câncer de próstata. A indicação dependerá das características do paciente, da doença e de seu estágio no momento do diagnóstico.

Para que o tratamento tenha sucesso, o médico precisa obter um diagnóstico preciso e completo sobre o estágio do câncer de próstata em cada paciente. Pensando nisso, a São Carlos é pioneira na realização do exame PET/CT 68Ga-PSMA no Rio de Janeiro, que contribui para uma investigação mais completa e eficaz do câncer de próstata, auxiliando o médico na escolha da melhor conduta e tratamento para cada caso.

Conheça alguns dos tratamentos disponíveis para o câncer de próstata:

Vigilância ativa

É o acompanhamento clínico do paciente. Pode ser indicada nos casos de câncer de baixo grau  e daqueles que crescem lentamente. Tem a vantagem de evitar cirurgias e outros tratamentos desnecessários.

Cirurgia

Compreende a retirada da glândula, das vesículas seminais e dos linfonodos pélvicos. Indicada para pacientes que têm o câncer localizado somente na próstata, ou seja, quando ele ainda não se espalhou pelo organismo.

Centro Cirúrgico São Carlos – clique aqui e conheça o projeto!

Radioterapia

Também indicada para o tratamento do câncer de próstata localizado, a fim de matar as células cancerosas. O tratamento pode ser externo (quando os raios são gerados e emitidos por uma máquina) ou com braquiterapia (implante de sementes radioativas diretamente na próstata).

Clique aqui para conhecer o Serviço de Radioterapia da São Carlos Saúde Oncológica!

Quimioterapia

Tratamento utilizado quando o câncer de próstata já se disseminou pelo organismo (metástase) e está resistente aos tratamentos hormonais. Consiste na aplicação de substâncias que destroem as células do câncer.

Clique para conhecer a Quimioterapia da São Carlos!

Terapia hormonal

Utiliza medicamentos que interrompem a ação da testosterona sobre as células cancerosas, suspendendo seu crescimento por um período. É indicada para casos avançados, quando não há mais a possibilidade de sucesso por meio da cirurgia ou radioterapia ou juntamente da radioterapia.

*Texto com informações de: Instituto Lado a Lado Pela Vida