Troca de Ideias Voltar

Novembro azul – diga sim para o diagnóstico precoce do câncer de próstata


Novembro é azul! Neste mês, o mundo se mobiliza em prol da conscientização de um dos tipos de câncer mais comum nos homens: o câncer de próstata. O movimento Novembro Azul ressalta a importância dos homens cuidarem da saúde, manterem seus exames de rotina em dia e, principalmente, se prevenirem contra o câncer.

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum em homens, atrás somente do câncer de pele não-melanoma. Esse número representa aproximadamente 68 mil novos casos por ano, assim, chegando a contabilizar uma morte por câncer de próstata a cada 38 minutos.

Detecção

O câncer de próstata, na maioria dos casos, se desenvolve vagarosamente e durante muitos anos acaba não dando sinais. Para que se possa detectá-lo logo de imediato, é importante o cuidado anual: exame de toque retal + exame PSA.

Exame PSA:

Este é um exame de sangue que identifica a quantidade de PSA, proteína produzida pela próstata, existente.  Caso seja apresentada em altos níveis, essa proteína pode significar câncer ou outras doenças benignas da próstata.

 

imagem do exame de sangue PSA - ideal para detecção do câncer de próstata

 

Exame de toque:

O objetivo do exame é a identificação da textura, forma e tamanho da próstata. Para isso, o médico introduz seu dedo indicador, protegido por uma luva e lubrificante, no reto do paciente a fim de fazer a averiguação.

Sintomas comuns:

  • Dificuldade de urinar;
  • Demora a começar e terminar de urinar;
  • Sangue na urina;
  • Diminuição do jato de urina;
  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.

Quebrando o tabu

Ainda que se tratando do segundo tipo de câncer mais comum entre indivíduos do sexo masculino, nos grupos de amigos, por exemplo, pouco se ouve falar sobre o câncer de próstata devido ao tabu existente. Segundo uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Urologia, em 2015, mais de 50% dos homens nunca havia ido ao urologista.

O exame físico (toque retal) é a principal forma de detecção precoce do câncer de próstata. Ele, junto do exame laboratorial que mede a dosagem de PSA, é indicado aos homens com idade a partir dos 50 anos. Mas, para os que possuem histórico na família desse tipo de câncer, recomenda-se a visita ao urologista a partir dos 45 anos.

É importante frisar que um exame não anula o outro. Em algumas situações um indivíduo pode apenas realizar o exame de sangue e o seu PSA não apresentar variações e assim acreditar não estar com o tumor. Entretanto, com o exame de toque consegue-se maior precisão no diagnóstico, já que é possível a identificação do aumento ou lesões palpáveis na próstata.

Desmistificando o exame de toque:

  • Não há dor durante o exame!
  • O exame dura cerca de 15segundos!

Como se prevenir?

Assim como é indicado para a prevenção de diversos tipos de doenças, os hábitos saudáveis também são recomendados para diminuir o risco do câncer.

  • Tenha uma alimentação saudável;
  • Pratique atividades físicas;
  • Mantenha o peso corporal adequado;
  • Não fume;
  • Evite o consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Fui diagnosticado com câncer de próstata, e agora?

Existe tratamento para o câncer de próstata. Portanto, quando diagnosticado, o tratamento do câncer de próstata deve ser iniciado o mais rápido possível.

Para isso, o seu oncologista solicitará alguns exames a fim de identificar o estadiamento do câncer, isto é, determinar a extensão do câncer e onde ele está localizado.

A São Carlos é pioneira na realização do exame de PET/CT 68Ga-PSMA no Rio de Janeiro. Ele proporciona uma investigação mais completa e eficaz do câncer de próstata, auxiliando o médico na escolha da melhor conduta e tratamento para cada paciente.