Troca de Ideias Voltar

Top hábitos saudáveis para a prevenção do Câncer


Chegamos a mais um Dia Nacional da Saúde e Nutrição e o número de casos de câncer continua crescente no Brasil e em todo o mundo. Sabemos que o câncer possui uma série de causas associadas, que levam à mutação e alteração do DNA da célula que, uma vez danificada, se multiplica de forma desordenada. Dentre os fatores de risco, destacamos a genética, infecções, exposição a agentes químicos e radiação, além de hábitos de vida inadequados.

Dentre os fatores de risco influenciáveis pelo estilo de vida, podemos destacar:

-Sedentarismo

-Bebida alcóolica e tabagismo

-Excesso de peso corporal

-Alimentação inadequada

-Estresse

Sabe-se que 30 a 40% dos casos de câncer podem ser prevenidos com alimentação saudável, prática de atividade física regular e manutenção do peso ideal.  Mas por que muitas pessoas não conseguem colocar em prática hábitos mais saudáveis? Qual a maior dificuldade entre a informação e a mudança de comportamento?

Apesar da evolução do acesso à informação, muitas pessoas não acreditam no poder da mudança do hábito. Para auxiliar neste processo, separei algumas dicas para te inspirar a realizar as mudanças necessárias na sua alimentação em busca de um estilo de vida mais saudável:

Diga não ao sedentarismo!

 

Apesar de os benefícios de um estilo de vida saudável não serem novidade, ainda temos aproximadamente 46% dos brasileiro sedentários. Você se encaixa nessa estatística?

 

A atividade física ajuda na prevenção das seguintes doenças:

-Câncer

-Doenças cardiovasculares

-Hipertensão

-Diabetes

-Depressão e ansiedade

-Osteoporose e osteopenia

E proporciona:

-Qualidade de vida

-Manutenção da saúde

-Bem estar psicológico

-Controle do peso corporal

-Melhora da autoestima

-Postura

Portanto, se você ainda não se mexeu hoje, te desafio a se inscrever em uma academia, procurar um profissional especializado e cuidar do seu bem maior: a saúde.

Fique atento ao excesso de peso corporal

Você sabia que a obesidade pode contribuir para 15% das causas de aparecimento do câncer? O peso corporal adequado contribui para redução no risco de desenvolvimento de 13 tipos de câncer, segundo uma avaliação realizada pela Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC) da Organização Mundial da Saúde (OMS): Câncer de colón e reto; Esôfago; Rim; Mama na pós-menopausa; Endométrio; Estômago; Fígado; Vesícula biliar; Pâncreas; Ovário; Tireoide; Meningioma; Mieloma múltiplo.

Por isso, tenha sempre uma alimentação saudável.

Segundo dados demográficos de 2013-2014, estima-se que metade da população encontra-se com excesso de peso. Mudanças no padrão de alimentação tradicional (substituição da comida de verdade por alimentos prontos, industrializados e da cultura norte-americana) e o sedentarismo são as principais causas desse cenário epidemiológico.

Saiba o que evitar para a prevenção do câncer

 

CONSUMO DE AÇÚCAR

Existem diversos tipos de açúcares, o que acaba confundindo o consumidor na hora de escolher o mais indicado. Dentre os tipos, o açúcar refinado é o menos indicado, pelo baixo teor de nutrientes e o elevado valor calórico.  Já o açúcar “que não foi refinado” (como mel, melado e açúcar mascavo) também contribuirá para os mesmos problemas que o açúcar refinado, porém, tem nutrientes que não foram perdidos no processamento, o que torna um tipo de açúcar mais natural.

Outras fontes alimentares viram açúcares no nosso organismo, como os produtos derivados da farinha de trigo. Portanto, sempre que puder optar pelo uso de farinhas integrais e ricas em fibras, como farinha de trigo integral, farinha de arroz integral, farinha de aveia, farinha de amêndoa, farinha de sorgo, serão opções sempre mais saudáveis e protetoras.

CONSUMO DE CARNE VERMELHA E CARNES PROCESSADAS

Estudos recentes mostram que a ingestão excessiva de carne vermelha está ligada ao aumento de casos de obesidade, doenças cardiovasculares e até alguns tipos de câncer. O mesmo acontece com as carnes processadas, também conhecidas como embutidos. Nossa dica é evitar o consumo desses alimentos e, no caso da carne vermelha, buscar substituí-las por fontes de proteína vegetal, como lentilha, quinoa, folhas verdes, tofu e grão de bico, por exemplo.

BAIXA INGESTÃO DE FIBRAS

Os alimentos vegetais não refinados geralmente possuem uma abundância de fibras.  Os produtos refinados de grãos também possuem a maior parte da fibra dietética retirada deles. O consumo de 5 porções diárias de vegetais ajuda a reduzir o risco de desenvolvimento do câncer, com destaque para as maiores fontes alimentares como: Feijão preto e outros tipos, amêndoas, ervilha, grão de bico, lentilhas, chia, linhaça, quinoa, aveia, batata doce, frutas frescas e secas, verduras e folhas, brócolis e couve flor, milho cozido, alcachofra, abóbora e outros legumes da flora brasileira.

Portanto…

Além de seguir estas dicas, é importante ter em mente que buscar a orientação de um profissional e promover o reconhecimento social da relação entre câncer e obesidade é um passo fundamental para a sua prevenção. Neste Dia Nacional da Saúde e Nutrição, queremos conscientizar o maior número de pessoas e sensibilizá-las para que escolhas alimentares saudáveis façam parte de suas rotinas.

 

Beatriz dos Santos da Silva – Coordenadora de Nutrição Oncológica na São Carlos